Germano Soares destaca a importância do 23º Grito dos Excluídos

Segundo Germano Soares, “O momento é mais que oportuno para que o trabalhador demonstre sua indignação diante de tantas reformas que vêm precarizando as relações de trabalho e sucateando o serviço público”.

 

O Grito dos Excluídos se realiza há 23 anos durante a Semana da Pátria, tendo como ponto máximo de manifestações populares o dia 7 de setembro – data em que se celebra a independência do Brasil. Neste sentido, o Grito é um momento e espaço para que o povo possa questionar que tipo de independência temos e exigir mudanças para o país.

A vigésima terceira edição do Grito este ano tem como lema “Por direitos e democracia, a luta é todo dia!” e tema “Vida em primeiro lugar”.

Segundo Germano Soares, “O momento é mais que oportuno para que o trabalhador demonstre sua indignação diante de tantas reformas que vêm precarizando as relações de trabalho e sucateando o serviço público”.

O evento está sendo organizado pela Arquidiocese de Porto Velho, juntamente com as pastorais sociais, Frente Brasil Popular, União Brasileira de Mulheres, além de Centrais Sindicais.

Programação:

06/09 (quarta-feira), a partir de 19h30mim, Vigília na Paróquia Santa Clara, rua Rio Canindé, 12366, bairro Ronaldo Aragão – Porto Velho/RO;

07/09 (quinta-feira), a partir das 16:00h, Concentração no Trevo da Avenida Imigrantes com Jorge Teixeira (esquina da FATEC). Tragam suas bandeiras e instrumentos musicais.

 

Fonte: http://www.tudorondonia.com.br/noticias/germano-soares-destaca-a-importancia-do-23o-grito-dos-excluidos,4916.shtml